Ferramentas de Escrita (Que Não Custam Um Rim)

Ferramentas de Escrita (Que Não Custam Um Rim)

Qualquer escritor que esteja há algum tempo na arte, deve ter ouvido falar do tal Scrivener, um software de escrita com ferramentas que permitem a construção de outlines, organização da obra em cenas e capítulos de maneira intuitiva, adição de fotos e etc, tudo isso num só lugar. Da última vez que chequei no site, é possível obter tal programa pela bagatela de 40 dólares.

Não sei os leitores do Usina, mas esta autora que vos fala não tem condições nem a intenção de gastar essa quantia, pois além de ter renda mensal modesta, até agora consegui me virar bem sem comprar softwares de preço elevado. Vou abrir o disclaimer e dizer que, sim, as pessoas por trás desses softwares devem ser recompensadas justamente por isso, e não é por desprezo ao trabalho delas que não adquiro seus produtos. É mais a falta de dinheiro mesmo.

Que softwares uso eu, então? Não foi bem minha intenção quando criei o post, mas já mencionei um deles muito tempo atrás. Sobre os outros, aqui vai uma listinha compreensiva dos meus apetrechos cibernéticos.

yWriter 5

Esse software funciona mais ou menos da mesma maneira que o Scrivener. A parte boa é que ele é gratuito (mesmo) e também muito fácil de usar, e você pode baixar ele aqui. Não há muito o que explicar sobre ele em relação às suas funções. Com ele é possível organizar obras longas, e há também seções especiais para personagens, localizações e ferramentas. Uma das funções mais úteis, na minha opinião de escritora de enredos mirabolantes, é o Storyboard, que mostra os arcos dos personagens, detalhando as cenas em que estão envolvidos.

Printscreen da ferramenta Storyboard do yWriter5

Libre Office

Penso também não ter muito o que dizer sobre esse software. O Pacote Office com o Word nem sempre vem junto com um computador Windows – e só a deusa para dizer o que usam aqueles portadores do Linux – mas é indispensável pelo menos um software básico de escrita, até para os autores que escrevem tudo no braço. O Libre Office é gratuito, atualizado constantemente, o dicionário e correção automático de maneira alguma deixam a desejar e, para os bravos, ele ainda é open source.

EverNote

Esse é uma excelente ferramenta para reunir pesquisas e fazer suas observações manuscritas por cima, ao redor ou onde você quiser. Similar ao OneNote, da Microsoft. Existe a versão paga e a versão gratuita do EverNote, mas os rasos de bolso não passarão necessidade com apenas a versão 0800 desse software.

Freemind

Não sou capaz de atestar pessoalmente a qualidade do Freemind, mas pesquisando por aí, soube que esse é um dos melhores para a criação de mapas mentais, com texto e imagens. Os mapas mentais que fiz até agora foram manuscritos, mas posso apreciar a possibilidade de colocar imagens e ter um arquivo digital das minhas ideias de forma facilmente acessível, tudo isso organizado de maneira menos estruturada do que no yWriter 5, por exemplo, que eu não uso até estar nos estágios finais da organização.

Writer: The Internet Typewriter

Printscreen do aplicativo online Writer

Para fechar o post, termino com esse aplicativo online. Na verdade, eu não uso ele pelas suas funções (a versão grátis inclui salvamento automático, armazenamento de documentos, exportação para pdf, além de possuir o mínimo possível de distrações), e sim pelo fato de ele ter uma aparência legal e fazer som de máquina de escrever. A máquina inclusive pode ser manual ou elétrica. Tudo isso pelo alto custo de 0 reais e 0 centavos 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *